Na tarde, da última quinta-feira, 15, o Grupo dos Impressos esteve reunido nas dependências do SEPAC, localizado na Vila Mariana, em São Paulo (SP), com o objetivo de dar continuidade na partilha e pautas conjuntas. Participaram nove pessoas, entre elas membros da diretoria da Signis Brasil e representantes das revistas Ave Maria, Família Cristã, Mundo e Missão, Cidade Nova, O Milite, Rainha dos Apóstolos e do jornal Correio Riograndense.  

Os presentes partilharam a realidade de cada impresso e a reconfiguração do grupo. Todos sentem a dificuldade de diminuição e fidelização de novos assinantes e a necessidade de se reinventar. O jornal Correio Riograndense, após 109 anos ininterruptos, sairá de circulação em janeiro de 2017. “A última impressão será em janeiro, mas teremos seu conteúdo em outras plataformas. O conteúdo online é a tendência pela mudança cultural das pessoas”, explicou frei Romanini, diretor do jornal.  

O Grupo dos Impressos debateu e acolheu a proposta da pauta conjunta sobre “Mariana um ano depois”. Foi sugerida uma equipe de Belo Horizonte para dar andamento na pauta e distribuir o conteúdo às TVs, rádios, sites e impressos católicos, que veicularão em novembro. 

Na ocasião, frei João Romanini, presidente da RCR, apresentou a reconfiguração do site Signis Brasil. “É um sinal de comunhão para todas as mídias católicas do Brasil, América Latina e Signis Mundial. É um espaço para partilhar conteúdos para rádios, TVs, impressos e sites”, salientou.

Ir. Helena Corazza, presidente da Signis Brasil, informou sobre a Assembleia Geral da Signis Brasil, que acontecerá nos dias 25 a 27 de novembro de 2016. “Contamos com a presença de todos os associados na assembleia que será eletiva. Também cada grupo terá espaço para apresentar um relatório das atividades do triênio”, salientou. Outro assunto tratado foi a necessidade de acompanhar os projetos parlamentares que regulamentam a comunicação brasileira.

De acordo com a presidente da Signis Brasil, a reunião significa a retomada do grupo dos impressos. “Achei muito importante retomar as reuniões dos impressos e sentir a realidade do grupo e das pessoas que partilharam seus desafios. Nós tivemos mudanças de pessoas e o encontro ajuda para perceberem o que a Signis está realizando. Uma das ações é o novo site, projetos conjuntos e a assembleia para concluir o triênio e projetar o próximo. Percebi pessoas muito interessadas, comprometidas e sentindo as dificuldades das mudanças culturais e econômicas”, avaliou.

Por Judinei Vanzeto

Articulador do Grupo dos Impressos